Projetos
Projeto Pedagógico Nova Geração

A Educação Infantil tem sido foco dos educadores na área da pesquisa na pedagogia. Por tanto esta é uma fase escolar que tem sido valorizada pela ciência nestas últimas décadas. A Escola Nova Geração vem incorporando tais avanços, sem perder de vista os princípios e valores que sempre nortearam a Escola. De forma gera ...

confira       
      
Artigos
ADAPTAÇÃO ESCOLAR E SUAS FASES
Autor: Cybele Meyer

Quanto à adaptação das crianças pequenas da Educação Infantil pode se enquadrar em três tipos:

- Aquela em que a criança chega feliz na escola, deslumbrada por estar vestindo o uniforme. Mostra para todo mundo apontando para sua vestimenta e exibindo a mochila nova e a lancheira. Entra na escola, dá a mão para a professora e muitas vezes até se esquece de acenar um tchauzinho para a mamãe que está ansiosa no portão de entrada e que acaba se sentindo “desprezada” porque a criança nem ao menos olhou para trás. A criança apresenta este tipo de comportamento sempre. Nunca chora e nunca demonstra resistência em ir para a escola.

Este tipo de adaptação é mais raro. Não é exceção, mas também não é muito frequente.

- Há aquela em que a criança se comporta exatamente igual ao descrito acima por uma semana mais ou menos. Depois deste período ela começa a chorar e não quer mais ir para a escola. Não consegue nem olhar para o uniforme e toda vez que escuta a palavra escola ou professora, começa a chorar desesperadamente. Este tipo de adaptação é a mais complicada principalmente em relação aos pais que logo pensam que algo muito grave aconteceu na escola para provocar esta reação em seu filho. Na verdade o que acontece é que a criança na primeira semana se deslumbra com o “novo” e quer explorar tudo que lá existe. Após a primeira semana o novo deixa de existir e ela quer então retornar à sua “zona de conforto” que é a sua casa onde ela pode fazer tudo aquilo que já está acostumada. Na escola ela tem que seguir a rotina escolar e compartilhar os brinquedos com os colegas, tomar lanchinho junto dos amiguinhos, terá que ir ao parquinho só quando todos forem e assim por diante. Este tipo de adaptação irá exigir uma postura firme dos pais no sentido de não deixarem de levar o filho para a escola. Dependendo da personalidade da criança, ela irá chorar, espernear, vomitar, perder o fôlego e outras reações que ela usará como instrumento de persuasão para não ficar na escola. Normalmente, assim que os pais vão embora a criança se entretém e para de chorar rapidinho. Se a mãe ficar muito preocupada deverá entregar o filho(a) para a professora e permanecer na secretaria, escondida, não se deixando ver pela criança. Ela comprovará que logo ela irá parar de chorar. Sei que é muito difícil, mas para o bem da própria criança a mãe não deverá deixar de levar a criança para a escola nenhum dia enquanto ela estiver apresentando este tipo de reação porque esta atitude agirá como um reforço às atitudes da criança e quem irá sofrer mais com tudo isso, será justamente a criança.

- E finalmente há a adaptação em que a criança chora logo no primeiro dia. Não quer ir ao colo da professora e se agarra firmemente ao pescoço da mãe. Neste caso a mãe também deve insistir e nunca deve levar a criança de volta para casa. As professoras irão usar de muitas “acrobacias” até despertar o interesse da criança em algum brinquedo ou mesmo no parquinho ou na areia. A criança irá se entreter, irá chorar um pouquinho, depois irá se entreter novamente e voltará a chorar e agirá assim até se adaptar completamente.

É por este motivo que a mãe/pai tem que se sentir segura de que chegou o momento de levar seu filho(a) para a escola.

Iniciado o processo não deverá, de forma alguma, retroceder para o bem, principalmente, da criança.

Se quiserem compartilhar alguma experiência estou à disposição.

Desejo-lhes boa sorte!

Com carinho!

Cybele Meyer

http://www.itu.com.br/colunistas/artigo.asp?cod_conteudo=27182

Rua Dr José de Paula Leite de Barros, 136. - Itu/SP - Fone: (11) 4025-8161 ou 2429-6971

Veja no Mapa
© 2009 - Escola Nova Geração - Itú-SP